Olá visitante

segunda-feira, 18 de março de 2019

Mais uma vez os jardins de infância do concelho de Santarém  uniram-se num projeto comum, com vista a uma exposição aberta à comunidade, onde através de um tema aglomerante surgiram trabalhos muito diferenciados. O nosso JI participou com dois trabalhos.

Um grupo quis construir cenários dentro de caixinhas de onde podem surgir diversas histórias, tais como:

Histórias de reis e rainhas, príncipes e princesas, cavaleiros e duelos...

Histórias dos museus,  dos artistas e das suas obras...

Histórias misteriosas do espaço e dos planetas...

Histórias das festas...

Histórias de palhaços e do que está por detrás, como por exemplo o camarim do palhaço...

Histórias do tempo dos dinossauros...

Histórias do mar e da praia...

Histórias da floresta encantada...


Cá estão as caixinhas na exposição, fazendo desafios a quem as observa... vá abram-me e descubram o que tenho dentro!!...


O outro grupo escolheu a história dos Chibos Sabichões.
Para além de ser uma história muito ao gosto das crianças, tem a ponte do Ogre que é feita de pedras, o rio que também tem muitas pedras e até os cascos dos chibos ganharam pedras para fazer o som: PATATI; PATATÁ; PATATÂO. 



Todos ajudaram a construir os personagens e a dar-lhe vida através de pintura e colagens. 
Não pode faltar o rio com os peixes e...
Os ossos que o Ogre pendurava na ponte, de todos os que se atreviam a passar por lá.

O ogre a tomar conta da sua ponte.

Os 3 chibos sabichões.
O som que as patas dos 3 chibos faziam...


E aqui estão representados na exposição.














domingo, 10 de fevereiro de 2019

MIRÓ

Observamos obras de Joan Miró e escolhemos alguns desenhos dele para imitarmos. Formamos um grande painel.











Depois em grande grupo decidimos quais os desenhos de Miró que queríamos recriar. Escolhemos as ESTRELAS e os OLHOS.
 
Com as estrelas fizemos mobiles.
Com os olhos criados por todos montamos uma árvore a que chamamos "ÁRVORE MIRÓLHOS"

domingo, 20 de janeiro de 2019

BIG BANG BOOM

Participamos numa oficina de artes no Palácio de Landal, intitulada BIG BANG BOOM, que nos transporta para o início do universo através da arte.
Quem nos levou para este mundo de cores, sensações, fantasia,  descontração, magia e fruição de um espaço diferente, foi  Margarida Botelho.


Margarida Botelho desde 2005 que publica livros para o público infantojuvenil onde constrói as palavras e as imagens dessas casas/livros. Como acredita no compromisso entre arte, educação e mundo social desenvolve experiências educativas com várias comunidades em vários contextos. Idealiza e realiza projetos artístico-educativos em bibliotecas, escolas, centros culturais e sociais, museus em Portugal e noutros países. Em 2015 foi nomeada pela DGLB candidata ao Prémio ALMA - Astrid Lindgren Memorial Award, como promotora da leitura com o seu projeto ENCONTROS.
 
Margarida preparou uma sala toda forrada a papel cenário, incluindo as portas e as janelas. Tínhamos à nossa disposição tintas feitas com ingredientes naturais como por exemplo  de beterraba, açafrão, colorau, mirtilos, espinafres, etc. As tintas podem ser usadas também por bebés uma vez que os ingredientes são naturais e podem ser comestíveis ( sem gluten, açúcar ou aditivos). Colocou à disposição das crianças, trinchas e pincéis, estrelas para servirem de stencil, rolos com diversas texturas e burrifadores.
Simulamos o caos dos elementos a chocarem uns contra os outros.

Fizemos explosões.

Fizemos nascer as estrelas.

Fizemos surgir os planetas.

Pusemos tudo em órbita.

Cá está o nosso mundo acabadinho de formar.  
 



O GALO DE BARCELOS

Ao conversarmos sobre o nosso país aprendemos algumas particularidades da história e também algumas histórias e lendas bem portuguesas, como a do galo de Barcelos. Desenhamos e modelamos galos, construímos um em 3D com papel de jornal e tintas e pedimos colaboração às famílias para fazerem também um galo com materiais de desperdício.
Aqui estão alguns dos galos que desenhamos e pintamos:










Aqui está o galo que construímos com papel de jornal e tintas. 
 
E estes são os galos feitos pelas famílias com a colaboração das crianças.