Olá visitante

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Artista de rua João Domingos

João Francisco Domingos ou BIGOD é um artista de arte urbana, natural de Benfica do Ribatejo. É formado em Artes Plásticas e Multimédia.  Começou a pintar em 2014, em pequenos projetos de Arte Urbana. Experimentou pela primeira vez uma lata, numas férias de verão com os primos que já pintavam e a partir dai nunca mais parou de pintar. Na pintura desenvolve duas linhas distintas. Retratos do passado e costumes do povo. 



 


Algumas obras de João Domingos

No mês de dezembro foi o artista do mês. O João aceitou o convite e deslocou-se ao jardim de infância do Choupal para ensinar uma das técnicas que utiliza nas suas obras: O STENCIL.
O tema escolhido foi :ANIMAIS


As crianças envolveram-se na atividade e com a ajuda do artista temos agora uma pintura de rodapé na entrada do JI.
OBRIGADA ao JOÃO. Gostamos muito.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

AINDA O PROJETO ETWINNING "Artists to discover"

Como já foi referido num post anterior, um dos artistas portugueses escolhido para este projeto  foi o Júlio Pereira e a sua excelente divulgação de um instrumento musical tradicional, o CAVAQUINHO.
Como temos avós e amigos também eles artistas, finalizamos o projeto com uma atuação digna de um grande palco.
Aplausos.





Artes visuais

As artes visuais são uma constante no jardim de infância. Os grupos têm explorado muitos materiais e aprendido algumas técnicas de pintura, de colagem e mista.

Tríptico em tinta acrílica sobre tela com a técnica da espátula.
 
 Arte com linhas: "caminhos".







As crianças conheceram Henri Matisse e algumas das suas obras.


Henri Matisse (1869-1954) foi um pintor, desenhista, gravurista e escultor francês. A sua obra é considerada uma das expressões mais significativa da arte de vanguarda. Foi um dos fundadores do “Fauvismo” – o primeiro movimento moderno do século XX.

Exploraram e recriaram o que mais as impressionou, através de técnicas de pintura, de colagem e mista.

Painel coletivo com trabalhos inspirados em Henri Matisse.
Colagens inspiradas em Henri Matisse.

Composição com gotas de tinta escorridas.

Árvores de NATAL CRIATIVAS
 

A CAIXA MÁGICA

As crianças do jardim de infância do Choupal deslocaram-se à Casa do Brasil para participarem na atividade "Caixa Mágica". Para além de observarem fotografias a preto e branco de Santarém antiga, os dinamizadores explicaram como se formam as imagens na câmara e como se revelam fotografias de forma muito lúdica e interativa. As crianças espreitaram através de caixas preparadas como se fossem câmaras fotográficas, fizeram impressão de objetos em papel fotográfico e entraram na câmara escura para observarem algumas fotografias a serem reveladas.  Observaram ainda de forma muito prática o porquê das imagens surgirem invertidas nas caixas por onde espreitaram.
Caixa simulando uma câmara fotográfica.
Crianças a observarem as imagens invertidas. 
Impressão de objetos em papel fotográfico.

O negativo criado pelas crianças.

A caixa mágica gigante que mostrava a Torre das Cabaças invertida.
UAU!!! É mesmo espetacular. A Torre das Cabaças está de "pernas para o ar".
A Câmara escura com os líquidos próprios para revelar as fotografias.


Trouxemos um pouco da"CAIXA MÁGICA" para o jardim de infância. Até temos uma porta forrada com fotografias que fazem perdurar esta nossa experiência no mundo da fotografia.








terça-feira, 7 de janeiro de 2020

CATRAPUM AQUI VAI MAIS UM



"CATRAPUM AQUI VAI MAIS UM" é o segundo livro de literatura infantil escrito por Rosa Montez e ilustrado por Sofia Ambrósio. A apresentação em Santarém,  cidade onde reside e trabalha realizou-se no mês de dezembro, tendo sido bastante interativa com apontamentos musicais,  pintura de uma tela in loco e o conto da história, como só a autora sabe encantar. Com sala cheia de amigos, crianças e alguns encarregados de educação do JI do Choupal a apresentação do livro resultou num momento lúdico e muito divertido.

Uma história divertida numa edição da APEI.

A ilustradora à esquerda e a autora a contar a história.
A sessão de autógrafos foi muito animada.
Não faltaram adereços relacionados com a história.
As crianças à volta do livro.

Parabéns à Rosa e venha mais um.


quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

ETWINNING


O Jardim de infância do Choupal faz parte do projeto ETWINNING, no presente ano letivo. ETWINNING é a maior comunidade de escolas da Europa. Tem como principal objetivo a criação de redes de trabalho colaborativo entre escolas europeias, com recurso às TIC, de forma a desenvolver o espírito de cidadania europeia. Neste âmbito as crianças desenvolveram atividades no domínio da música. Conheceram o artista Júlio Pereira.

Júlio Pereira, um dos músicos portugueses mais importantes da atualidade, tem ajudado na divulgação do cavaquinho como instrumento pleno de versatilidade e que tem dado frutos. A sua música caracteriza-se pela utilização de instrumentos tradicionais portugueses, como o cavaquinho e a viola braguesa. Com sete anos de idade aprende a tocar bandolim com o seu pai. É presidente da Associação Museu Cavaquinho que visa documentar, preservar e promover a história e a prática deste instrumento.


A educadora Rosa Montez sabe tocar cavaquinho e frequentemente toca e canta com as crianças, estando estas já familiarizadas com o som deste instrumento. Alguns elementos da tocata de cavaquinhos da UTIS, deslocaram-se ao JI do Choupal fazendo animação com a colaboração da comunidade educativa. 

No final as crianças foram abraçar os músicos, sendo alguns deles avós e amigos.


As crianças desenharam o artista Júlio Pereira e o cavaquinho.



Os trabalhos foram expostos na entrada do JI.

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

MONTE SELVAGEM

Visitamos o MONTE SELVAGEM em Lavre. A visita foi realizada em conjunto com todos os jardins de infância do Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano, numa iniciativa do Departamento da Educação pré Escolar. Foi um dia fantástico. As crianças aprenderam muitas coisas sobre os animais selvagens residentes e puderam vê-los de perto, na visita que fizeram no "comboio".




  As crianças foram distribuídas por grupos para poderem usufruir de cada espaço e explorarem de forma mais adequada.


 O parque possui diversas espécies de animais selvagens, aproximadamente 75 espécies.

A quintinha fez as delícias de quase todas as crianças, uma vez que, puderem interagir com os animais, em particular com as cabras que se aproximavam  e tentavam "comer" as suas roupas.



O parque dispõe de espaços para piqueniques e de diversões, entre os quais, casinhas nas árvores, trampolim gigante, slide e escalada, entre outras.